quarta-feira, 15 de abril de 2015

DIA DO DESENHISTA!

15 de abril, dia oficial do desenhista. Para nós, é o feliz dia do "me desenha". Dia do "você cobra pra isso?" e, principalmente, dia do "você também trabalha ou só desenha?"

Infelizmente, ainda somos muito desvalorizados, a maioria das vezes por oportunismo. Algumas vezes, acredito, não é por maldade, mas por falta de tato mesmo. Convenhamos que na nossa amada sociedade brasileira, arte não é exatamente o campo mais valorizado... Então as pessoas se acostumaram com o senso comum de que artista é brisado (pra dizer o mínimo do que falam de nós).

O dia é especialmente importante pra mim, pois antecede meu aniversário em 2 dias. Eu fico particularmente feliz que os meus dois dias sejam tão próximos um do outro. Por isso, resolvi usar meu tempo e fazer um post de utilidade pública, para ajudar a fazer a ponte entre pessoas de outras áreas e artistas de ilustração. Depois dessa, não tem mais desculpa, ok?

Como tratar seu desenhista:

- Descobriu que seu amigo/colega/vizinho/parente/alien/fantasma/gêmeo-siamês desenha? Por favor, não grite imediatamente "ME DESENHA" e faça pose, esperando que ele bote papel na boca e vomite uma arte renascentista. Nós não somos impressora nem polaroid. E, por mais incível que pareça, nós temos mais o que fazer. Podemos não estar afim de te desenhar por um milhão de motivos. É bom respeitar a disposição do artista. Assim como quando pedimos que um modelo pose para a gente, ele pode recusar, nós também não somos obrigados a desenhar todo mundo que pede.

- Quer um desenho específico? Uma ilustração especial sua, de algum personagem que gosta, do seu cachorro? Faça um orçamento. E pague pelo trabalho. Tenho escutado diversas desculpas de gente que tenta ganhar desenho de graça, então já vou aproveitar e deixar aqui esse FAQ para simplificar as coisas:
Mas eu sou seu amigo! - Se fosse amigo de verdade não desvalorizava meu trabalho.
Mas é só um desenho! É super fácil! - Se é tão fácil, faz você.
Mas é fácil pra você, que desenha bem! - Desenho porque passei anos estudando pra isso. E ninguém estuda pra trabalhar de graça.
Mas isso não é trabalho, é diversão! - É diversão quando eu faço algo descontraidamente para mim mesma. Quando é encomenda, ou algo que pretendo publicar independente, é trabalho sim.

- Não pode aceitar um desenho de graça? Pode sim, quando o próprio artista te faz a oferta. Aí você é livre para aceitar ou recusar. Mas, por favor, não fique mendigando, porque isso é muito chato. Você economiza com dentista, médico, advogado? Não, ne. E as mesmas pessoas que mendigam com a gente são as mesmas que compram iphone e tênis de marcas caríssimas. Bom senso manda um abraço.

- Elogios são super bem-vindos. Na verdade, são até um bom combustível quando a gente ta meio azul. Mas entenda que o artista vê a própria arte de modo particular. Geralmente, somos muito exigentes e raramente concordamos com os elogios. Não é arrogância, juro, é só porque vemos a peça "de dentro". Mas tem alguns elogios que são de matar, e são muito repetidos pelas pessoas. O mais comum é "tá lindo, eu não faria melhor, não consigo fazer nem boneco de palito". Em primeiro lugar, boneco de palito não é fácil mesmo. Em segundo lugar, o vasco. Em terceiro lugar, eu sei que você não faria melhor. Se você não passou mais da metade da vida desenhando, é injusto se comparar com alguém que se dedica a isso. É como dizer "nossa, sua cirurgia de extração de siso tá ótima, eu não faria melhor". Jura?

- Críticas são um assunto delicado. Não só a respeito de desenhos, mas esse conselho fica pra vida: não critique as pessoas alto, em público e, principalmente, sem o consentimento delas. Perguntar "posso fazer uma crítica?" não dá câncer e evita tretas. Quando a gente ta meio deprê, qualquer coisa é um empurrão pro abismo, mesmo que não aparente.

- E, se você está aprendendo a desenhar, não fique querendo mostrar seus desenhos para artistas veteranos o tempo todo. Eu sei que você só quer umas "dicas", mas a pessoa que trabalha por isso ou cobra pelas dicas (em curso e workshop) ou simplesmente não dá dicas porque está trabalhando. Tem sempre gente nova pedindo pros dinossauros avaliarem os rabiscos deles, e isso é cansativo para eles. Principalmente se você quer mostrar suas ideias inovadoras: para alguém que já está no meio, isso é um perigo! Caso ele tenha contato ou publique algo parecido com a sua ideia, mesmo que não tenha intenção de te copiar, pode gerar um processo por plágio. Teve uma boa ideia? Registre. Execute. Marque uma reunião em horário de trabalho. Leve 400 "não" com dignidade até conseguir publicar. Mas nunca, nunca mesmo, fique tentando mostrar sua ideia em eventos, facebook, na feira, etc.

No mais, alimente seu artista com doses periódicas de carinho e atenção! As vezes a gente entra em art block, acha que está tudo uma droga e até pensa em cortar a mão fora - e é justamente o carinho de quem acompanha o trabalho da gente que ajuda na recuperação.

Vou fechar esse post com um fanart da Niele, porque todo mundo gosta da Niele (se não gosta, deveria gostar, ela é uma fofa). E também, porque é uma agradável surpresa abrir seu deviantart no dia do desenhista e ter um comentário de agradecimento do Cassaro no seu inbox.

Feliz dia do desenhista para todo mundo!


Nenhum comentário: